Tecnologia 09 agosto 2016
O maior objeto voador do mundo tem mais 18 metros que o A380 | Foto: Hybrid Air Vehicles/Facebook

O maior objeto voador do mundo é um misto de avião, helicóptero e dirigível e abre um novo capítulo no transporte aeronáutico.

Não se pode dizer que meta num bolso o maior avião comercial do mundo, mas este 'Airlander 10' tem uns bons quinze metros a mais do que o Airbus A380 no que diz respeito ao comprimento.

Construído no este de Inglaterra, em Bedfordshire, este gigante dos ares tens umas medidas generosas: 92 metros de comprimento e 18 de largura. Já de peso pode dizer-se que é uma pena: cheio de hélio, pesa 20 mil quilos (o A380 vazio pesa cerca de 277 mil quilos). Consegue subir a uma altitude de 6100 metros e atingir os 148 km/hora.

Esta semana, no dia 6 de agosto para sermos precisos, o 'Airlander 10' deu um passo importante: saiu pela primeira vez do hangar, o que significa que já superou todos os testes que eram necessários no interior.

 

Os testes de exterior são o último capítulo antes desta peculiar máquina voadora de desenho aerodinâmico iniciar os testes de voo e subir aos céus pela primeira vez (espera-se que aconteça em breve, embora a data ainda não tenha sido anunciada).

Uma revolução no transporte aéreo?

A resposta é sim e por várias razões:

- a nível ambiental tem um elevado grau de eficiência energética, o que lhe permitirá ter um impacto inferior em cerca de 70% ao de um avião tradicional. É, desde logo, muito mais silencioso;

- não precisa de um grande espaço para levantar voo e aterrar e consegue fazê-lo mesmo em sítios que não tenham infraestruturas próprias para o efeito, seja no deserto, no gelo ou mesmo em cima da água;

- os custos de funcionamento deste engenho são também bem mais baixos do que os do transporte aéreo tradicional;

- tem capacidade para se manter a voar até cinco dias se for pilotado (bastam dois pilotos) ou até duas semanas por controlo remoto;

- consegue transportar até 50 toneladas.

Todas estas caraterísticas fazem com que o 'Airlander 10' possa dar resposta a necessidades da aviação atual. Ao conseguir permanecer vários dias (semanas até) no ar e ao não necessitar de infraestruturas aeroportuárias, poderá, por exemplo, melhorar substancialmente o auxílio em cenários de desastres naturais e humanitários.

O 'Airlander 10' serve tanto para o transporte de cargas como de passageiros e as suas potencialidades estão a despertar o interesse de vários setores - militar, comercial, científico.

A construção pela empresa Hybrid Air Vehicles do avião-helicóptero-dirigível teve o apoio do governo britânico e da União Europeia.

Vê o vídeo com o momento em que o 'Airlander 10' deixa o hangar.

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar