Surreal 22 março 2015
Para acampar na falésia, só é preciso não ter vertigens | Foto: Gaia Adventures

No País de Gales, uma empresa põe à prova o espírito aventureiro dos campistas. Que tal dormir numa tenda suspensa na falésia, apenas uns metros acima do mar?

O conceito parece arriscado, mas quem o promove garante que não é. 

A Gaia Adventures só desaconselha esta experiência - com todos os condimentos para ser inesquecível - a quem não lide bem com alturas. 

Se o campista não sofrer de vertigens, as plataformas suspensas a meio de um penhasco estão prontas a recebê-lo, independentemente da idade ou aptidões físicas.

Ao contrário do que se possa pensar, nem é preciso ser alpinista ou já ter feito escalada para dormir em cima do mar e por baixo das estrelas, no País de Gales.  

O preço da estadia inclui um breve curso de alpinismo para que chegar ao abrigo ou sair dele não seja uma dor de cabeça.

A descida para a "tenda" suspensa é feita a tempo de os visitantes desfrutarem de um mágico pôr-do-sol, acompanhado por uma refeição à maneira. Antes de dormir é, ainda, servido um chocolate bem quente, capaz de aquecer os aventureiros, pelo menos, no início da noite.

Quem quiser, pode dormir apenas envolto no saco-cama e dispensar a cobertura que torna a plataforma mais parecida com uma tenda. Nesse caso, na manhã seguinte, não será preciso abrir o refúgio para contemplar o nascer do sol e saborear um pequeno-almoço inglês, com bacon e café. 

O preço de uma noite única no Cliff Camping varia entre cerca de 260, 345 ou 620 euros por pessoa, conforme o número de campistas. As plataformas têm capacidade para abrigar entre um e três elementos. 

Quem preferir saltar a hipótese de dormir na falésia, pode optar por passar apenas uma tarde nas alturas e, aí, os preços aproximam-se mais aos do campismo.

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar