Desporto 15 janeiro 2017
Os participantes chegam a atingir os 80 km/h | Foto: Red Bull Content Pool

Os atletas que participam na Red Bull Crashed Ice atingem velocidades estonteantes.

Desde 2010 que a Red Bull promove, todos os invernos, um campeonato de 'Crashed Ice'. O que é isso? É um desporto radical, que combina a patinagem com a corrida.

Não é de estranhar que os atletas levem capacete (e luvas, e cotoveleiras, e joelheiras...), porque de patins sobre o gelo correm/escorregam/deslizam - qual será a palavra mais indicada? - a uma velocidade que chega a atingir os 80 quilómetros por hora.

Para teres uma ideia espreita este vídeo de uma das etapas do ano passado, em Munique, na Alemanha.

Como dá para ver, a velocidade não é o único perigo. O circuito - que tem a particularidade de ser montado num ambiente urbano - é de uma dificuldade extrema, com fortes inclinações, curvas apertadas, obstáculos vários e declives que lançam os atletas em altos saltos. E, sim, as quedas são frequentes.

A exigência técnica da prova faz com que a maioria dos participantes seja praticante de desporto como o hóquei no gelo (o equipamento é, aliás, quase igual), a patinagem, o snowboard, o sky, o skate ou o surf.

A primeira etapa de 2017 do campeonato decorreu ontem e anteontem, 13 e 14 de janeiro, na cidade de Marselha, em França, que este ano é Capital Europeia do Desporto.

Ainda faltam algumas etapas para se saber quem conquistará, em março, os títulos de campeão e campeã mundiais, de entre os 120 participantes, de 20 países, de todos os continentes.

As próximas etapas vão decorrer na Finlândia, Rússia, Estados Unidos e Canadá. Podes saber mais no site oficial.

e-max.it: your social media marketing partner
Escrito por Jornalissimo
Voltar