Ciência 18 janeiro 2017
Quantos centímetros - ou serão metros - alcançam as gotículas de um espirro? | Foto: http://bourouiba.mit.edu

Cientistas do MIT analisaram espirros humanos em laboratório e chegaram a um número surpreendente. Vários, aliás.

Que distância imaginas que as gotículas de um espirro conseguem alcançar? Poucos centímetros? Um metro? Vários metros?

Esta é uma questão que, desde há dois anos, não precisa de palpites, já que tem resposta científica, graças a um estudo desenvolvido em Boston, pelos investigadores do 'Bourouiba Group', do Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Este grupo estuda a relação entre a dinâmica de fluídos e a epidemiologia, com o objetivo de perceber os mecanismos físicos que estão por trás da transmissão de agentes patogénicos. Serve-se, para isso, de observação direta, experiências e modelos matemáticos.

Atendendo ao resultado do estudo, ficamos elucidados sobre a importância de pôr um lenço ou o cotovelo à frente quando tossimos ou espirramos.

É muito mais do que uma questão de boa educação. O gesto evita que partículas contaminadas saídas da nossa boca se transmitam a terceiros.

 

Vamos lá então saber as conclusões dos investigadores. As gotículas que projetamos pelo ar - especialmente as mais pequenas - superam uma distância de 70 centímetros em menos de um segundo (sendo que podem chegar a alcançar seis metros!).

Para chegar a estes números, o grupo do MIT pediu a duas pessoas que esquecessem a etiqueta e espirrassem sem cerimónia várias dezenas de vezes e registaram as imagens em vídeo (podes vê-las no final deste artigo).

Os dados, publicados no 'Journal of Fluids Mechanics' mostram como os espirros são poderosos veículos de agentes patogénicos, isto é, de doenças. Um espirro sem mão a bloquear a difusão de gotículas consegue contaminar facilmente toda uma sala.

Mais assustador ainda. As gotículas de um espirro, de diversos tamanhos, viajam no interior de uma nuvem composta de gás, de ar quente e húmido. Ao sair da boca, essa nuvem dispersa-se em vários sentidos e o ar quente e húmido permite que suba e alcance os sistemas de ventilação, podendo circular através deles e chegar até outros espaços.

E, já agora, sabes por que é que tossimos?

e-max.it: your social media marketing partner
Escrito por Jornalissimo
Voltar