Ambiente 22 maio 2015
Boas notícias para quem gosta de praia | Foto: Pier Vicenzo Madeo/Creative Commons

O aquecimento global e as oscilações do oceano Atlântico estão a dar origem a Verões mais longos na Europa.

Os motivos são maus, mas a notícia não deixa de ser boa para quem é mais feliz com altas temperaturas. 

Um estudo levado a cabo por três universidades espanholas (a Complutense de Madrid, a Pablo de Olavide de Sevilha e o Instituto de Geociências CSIC) avaliou as temperaturas registadas diariamente em observatórios europeus entre 1950 e 2012. 

A análise dos dados revelou que, desde 1979, ou seja, sensivelmente nos últimos 30 anos, a extensão do Verão tem aumentado seis dias a cada década. 

O momento de início e final da estação foi calculado a partir de um algoritmo específico criado pelos investigadores a partir do limiar das temperaturas definidas no continente europeu para esta época do ano.  

Os resultados mostram, ainda, que esta tendência tem-se acentuado, ela própria, com o passar do tempo. Considerando o período que vai de 1950 a 2012, o aumento do Verão é fixado em 2,4 dias por década. Sobe para os seis dias quando a análise só é feita a partir de 1979.

O estudo poderá entender-se melhor quando for, em breve, publicado na íntegra no jornal da 'American Meteorological Society' que, para já, divulgou apenas um resumo do artigo científico, onde se avançam já as principais razões para esta mudança: o aquecimento global e as oscilações do Atlântico.  

e-max.it: your social media marketing partner
Voltar